Lorem ipsum dolor sit amet

Lorem ipsum dolor sit amet, consetetur sadipscing elitr, sed diam nonumy eirmod tempor invidunt ut labore et dolore.
12 de novembro de 2018

Aprenda o que é Outbound Marketing e saiba como usá-lo em seu negócio

Alvo de preconceitos, o Outbound Marketing veio para mostrar que traz mais resultados positivos do que você imagina 

 

Não há como discordar que a aquisição de clientes é um dos processos mais importantes para qualquer empresa.

Afinal, é ele que permite que a empresa exista e cresça no decorrer dos tempos.

Por esse motivo, a prospecção é algo discutido diariamente por gestores e vendedores.

Ambos precisam gerar cada vez mais resultados positivos para o empreendimento.

A prospecção é realizada para traçar todo o caminho que o lead vai percorrer durante a sua jornada de compra.

Atualmente, há duas maneiras de prospectar esses leads.

A primeira delas é usando o Inbound Marketing de maneira passiva, a segunda é usando o Outbound Marketing de forma ativa.

É recente a ascensão do Inbound Marketing no meio digital, sendo que muitas pessoas afirmam que ele é a maneira mais fácil e eficiente de captar leads.

Porém, empresas como HubSpot, Salesforce e Samba Tech continuam investindo em processos Outbound por um simples motivo: ele dá resultado!

Por isso, nesse post vamos explicar para você o que é Outbound Marketing e mostrar que ele ainda pode e deve ser usado em seu negócio. Vamos lá?

 

Entenda rápido as diferenças do Oubound para o Inbound

Há quem diga que Inbound é pescar clientes com uma vara, enquanto o Outbound é pescar com uma rede.

Inbound é atrair seu público com um ímã, já Outbound é usar um alto-falante para captar a atenção.

Resumindo, o Outbound investe em uma prospecção totalmente ativa e o Inbound age de forma passiva.

Tudo bem, mas o que isso quer dizer?

Quer dizer que com o Inbound os mecanismos criados são para atrair clientes em potencial.

No Outbound você identifica quem tem o potencial para se tornar seu cliente e faz uma abordagem.

Muitos pensam que a prospecção ativa se resume em telemarketing, mas não.

A seguir apresentamos para você as diversas formar de Outbound Marketing que estão mais presentes em seu cotidiano do que você possa imaginar:

  • outdoors e banners em sites;
  • propagandas de rádio, TV e até no YouTube;
  • Facebook Ads, Google AdWords e muito mais!

Sem dúvida algum o Outbound ocupa um importante lugar no investimento das empresas, principalmente com a chagada do Outbound 2.0.

É sobre isso que falaremos agora.

 

Outbound Marketing: do tradicional para o 2.0

A chegada da internet mudou bastante a forma como o marketing é realizado.

Com o advento de ferramentas de buscas como o Google, as empresas precisaram trabalhar muito bem o seu Search Engine Optimization (SEO ou Otimização para Mecanismos de Busca, em português) para serem facilmente encontradas pelo seu público.

De fato, essa maneira é bem mais “barata” que investir em um comercial para a televisão, por exemplo.

O retorno também ficou bem mais fácil de ser medido, uma vez que existem ferramentas como o Google Analytics, que mensura o sucesso dessas ações.

Como resultado, surgiu a necessidade de não apenas produzir qualquer propaganda.

As empresas começaram oferecer para o seu público conteúdo de qualidade, o que consequentemente gerava mais vendas.

Com isso, muitas empresas começaram a investir no Marketing de Conteúdo. 

Elas perceberam que dessa forma conseguiam atrair muitos clientes de forma passiva.

Após isso, o Outbound Marketing começou a cair e as empresas não quiseram mais investir nesse tipo de ferramenta.

Isso fez com que as empresas abrissem mão da sua equipe de vendas para investir apenas no Inbound Marketing.

Ele dava mais resultado e não gerava tanto gasto.

Foi então que o engenheiro Aaron Ross entrou em cena e começou a cuidar do time de vendas da Salesforce (uma gigante de software americana).

Aaron revolucionou os resultados da empresa por meio de uma estratégia que ganhou o nome de Outbound 2.0.

O novo Outbound Marketing é baseado na segmentação e especialização do time de vendas.

 

Outbound Marketing se resume no seguinte raciocínio

  • um time de vendas é composto por vendedores com diferentes perfis, alguns melhores em prospecção de clientes e outros, no fechamento de contas;
  • vendedores experientes geralmente são péssimos prospectores. Da mesma forma, bons prospectores têm dificuldade em manter o ritmo de prospecção quando conseguem um número X de clientes;
  • quando você coloca seus vendedores para cuidarem de cada um dos clientes durante toda a jornada de compra, você está sobrecarregando seu time e desperdiçando as habilidades dos seus colaboradores;
  • além disso, não faz sentido desperdiçar o tempo dos seus vendedores prospectando aleatoriamente se você tem meios para descobrir quem realmente tem fit para ser cliente.

A solução a que Aaron Ross chegou é simples: em vez de ter “vendedores faz-tudo” oferecendo seu produto para qualquer um, segmente seu time em 3 níveis:

Business Intelligence (BI)

Especialistas em encontrar empresas com perfil para usar sua solução, eles entregam ao prospector o contato da pessoa que toma a decisão de compra (smart lead);

Hunters

Responsáveis pela prospecção de novos clientes, eles fazem o 1º contato com a lead e conduzem todo o processo de qualificação;

Closers

Responsáveis apenas pelo fechamento de contas, eles pegam os leads qualificadas e as transformam em clientes.

Dessa forma, você ganha escala e atua com um time de especialistas.

 

Sucesso

Essa estratégia adotada por Aaron gerou nada mais nada menos que R$ 100 milhões de dólares às receitas da Salesforce.

Nem preciso falar que de fato deu muito certo, né?

O engenheiro não só revolucionou o conceito de Outbound Marketing como também quis compartilhar com as pessoas isso.

Foi aí que ele contou tudo para a gente no livro Predictable Revenue (Receita Previsível, em português).

Uma obra conhecida mundialmente como “a bíblia de vendas do Vale do Silício”.

O sucesso dessa estratégia se deu devido a comprovação feita por Aaron.

Ele afirmou com todas as letras que sim, o Outbound dá resultado, mesmo sendo usado de forma ativa.

 

Confira a seguir algumas vantagens do Outbound para a sua empresa

ROI mais rápido

Enquanto o Inbound Marketing consegue gerar resultados apenas depois de um tempo, o Outbound já consegue atingir o seu público a partir do momento que é colocado em prática.

Por isso, enquanto você que investindo no Inbound ainda está lutando para levar visitantes para o seu site, o Outbound leva clientes para a empresa em uma semana, ou seja, o retorna é mais rápido.

 

Fácil mensurar

Caso você consiga trabalhar bem a análise de dados do seu processo, como informações de sazonalidade, compra e comportamento do cliente, as suas taxas de conversão vão atingir bons níveis.

A velocidade do ROI já é rápida, por isso quem investe no Outbound Marketing consegue uma amostra de análise de campanha em menos tempo.

Em seguida você já estará pronto para tomar decisões embasadas em dados quantitativos e qualitativos.

 

Muitos profissionais na área

A área de vendas é a que mais tem profissionais e já existe há muitos anos.

Dentro da área o que ainda não foi muito trabalhado á a inteligência comercial, por ter sido desenvolvido há muito pouco tempo.

Todas as outras funções já são antigas e conhecidas pelos profissionais do segmento.

 

Validação de personas

Quando uma empresa investe no Outbound Marketing ela entra em contato com mil leads em um mês.

Ou seja, ela já possui um número grande para começar a validar as suas personas.

Dentro do Inbound Marketing esse processo é um pouco mais demorado e varia de 6 meses a 1 ano.

 

Certeza de contato

No Outbound Marketing, como já mencionamos, é possível escolher o público que você quer falar.

Por isso que a personalização em vendas é grande e aumenta a conversão final.

Isso é possível porque o comprador está conversando diretamente com outra pessoa.

Dentro do cenário de vendas complexas, por exemplo, o Outbound é ideal, porque as pessoas estão mais aptas a comprar se o processo for consultivo.

Então é só o vendedor se posicionar como especialista de mercado, estando ciente de todas as dores e os objetivos que seu target possui.

É importante também utilizar tudo isso em seu discurso — exatamente o que um representante de Outbound faz.

 

Agora que o processo de Outbound Marketing ficou mais claro, vamos explicar agora as diferenças do Inbound Marketing e Otbound Marketing e qual é a melhor opção para divulgar o seu negócio. Preparados?

12 de novembro de 2018

Cadastre-se para receber noticias e promoções

    Mais lidos

    12 de agosto de 2022
    Instagram ou Tiktok: qual você prefere?

    Sabe aquele famoso quiz “qual você escolhe?”, como dinheiro ou fama? Cachorro ou gato? Netflix ou Amazon Prime? Pois é, temos uma pergunta aqui que balança as redes sociais já há um bom tempo, sendo: Qual você prefere: Instagram ou Tik Tok? Apesar de os dois serem redes sociais, um é bem diferente do outro. […]

    Leia mais
    29 de julho de 2022
    (DE GRAÇA) Como gerar leads no Google, Facebook e Instagram?

    Gerar leads é um dos principais objetivos do marketing digital e é possível fazer essa tarefa tanto no Google, como no Face e Insta. Confira!

    Leia mais
    22 de julho de 2022
    Qual o melhor custo por lead? Aprenda como calcular o CPL 

    Neste artigo, você vai entender o que é e como calcular o custo por lead, podendo se certificar de que o investimento vale a pena. Confira!

    Leia mais
    15 de julho de 2022
    Google Lead Forms: o que é, como usar e dicas da Prospecta

    O Lead Form é um recurso que veio para ajudar a impulsionar a captação de leads da empresa. Sabia como usar esse recurso, clique no post!

    Leia mais
    Não somos uma agência. Somos especialistas em jornadas de consumo digital, aquisição e retenção de clientes saudáveis e apaixonados.




      PROSPECTA DIGITAL  © 2022 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
      Política de privacidade