8 dicas para expandir a sua rede de franquias

Considere o funil de vendas e a estrutura da sua franquia para colocar a expansão da sua rede em prática de uma vez por todas

Fazer franchising é querer crescer sempre.

É por isso que muitos empreendedores apostam nessa ideia e passam a formatar os seus negócios em uma rede de franquia.

De fato o franchising faz com que empresas sejam inseridas em novos mercados mais facilmente.

Entretanto, para que de fato isso ocorra, é preciso passar por diversas adaptações, tanto na estrutura do negócio quanto na capacidade empreendedora do gestor.

É preciso ter em mente que quando você quer expandir a sua empresa, você precisa levar essa ideia para potenciais investidores.

Ou seja, essa expansão depende muito dos empreendedores interessados em ser franqueados.

Então além da franquia ser atraente, ela dever estar totalmente adequada para mostrar que o negócio oferecido é sério e de confiança.

Detalhes estruturais ou jurídicos não podem passar batido e qualquer descuido pode acarretar falhas futuras.

Consequentemente isso vai prejudicar a imagem da rede a sua reputação no mercado.

Mas não desanime! O franchising cresceu 7% em 2018 e a expectativa para 2019 são as melhores possíveis.

A seguir, veja oito dicas para você expandir a sua rede com mais segurança. Vamos lá?

1 – Plano de expansão viável financeiramente

A expansão da rede de fato precisa do investimento externo de franqueado, porém, é preciso apresentar algo que seja de fato “vendável”.

Antes de franquear esteja atento a todos os ajustes para firmar a padronização de processo s na empresa.

Criar um programa de trinamento ou dispor de ferramentas para o suporte dos franqueados também é de responsabilidade do franqueador.

Por isso, durante a formatação da rede, o empreendedor precisa analisar a situação financeira da empresa, já que tudo isso citado anteriormente depende de dinheiro.

Com base nesses gastos é possível elaborar um plano de expansão de acordo com o orçamento disponível.

2 – Instrumentos jurídicos para expansão

O sucesso da expansão de uma rede depende totalmente da relação entre o franqueador e o franqueado.

É preciso delimitar os direitos e deveres de ambos por meio de instrumentos jurídicos obrigatórios.

No franchinsing existem três principais instrumentos: a circular de oferta de franquia (COF), o pré-contrato e o contrato de franquia.

Antes de colocar a franquia para venda é preciso tomar cuidado e verificar se todos os processos e contratos estão certo.

Isso vai garantir que não aconteça complicações futuras nesse sentido.

3 – Transmissão know-how

Capacitar novos franqueados faz parte do processo de expansão.

É por meio de programas de treinamento que os operadores aprendem o know-how. Dessa maneira, a gestão da unidade de franquia será feita da forma adequada por eles.

É importante destacar que durante a capacitação o franqueador se mostre presente e seja um referencial de conhecimento.

As tendências do mercado também precisam ser atualizadas sempre. Por isso é necessário estar atento a todas as novidades que surgirem.

Tudo isso é importante para que sua visão seja sempre ampliada e assim você se porta como um gestor qualificado, transmitindo tudo para seus franqueados.

4 – Canais de comunicação para franqueados

Assim como em qualquer profissão, a comunicação é o fio condutor em redes de franquias.

É exatamente por isso que a comunicação entre franqueadores e franqueados seja constante e limpa.

Por meio desse jogo direto de palavras que são trocadas informações sobre consumidores, funcionários e a demanda de suporte, sem isso o seu negócio não vai para frente.

A dica é investir em uma plataforma de comunicação dos franqueados. Mas além disso, é interessante e importante manter também uma proximidade pessoal.

5 – Capacite constantemente os franqueados

O mais importante dentro de uma franquia é, com certeza, manter o padrão de qualidade, mas nem sempre isso é uma tarefa fácil.

Essa estratégia é um desafio, porém, é ela quem vai garantir que sua rede consiga a tão sonhada expansão.

Se mudanças surgem no meio do caminho, elas devem ser repassadas para serem incorporadas no padrão das unidades.

Para que isso seja possível é necessário, além do treinamento inicial, entregar materiais atualizados para que o seu know-how seja sempre reciclado.

6 – Incentive o estudo sobre seus mercados de atuação

Algo que, com certeza, pode fazer a diferença é o feedback do franqueado em relação ao dia a dia da empresa.

É por meio dele que você vai conseguir manter o contato com os consumidores e com o mercado que estão inseridos.

Para que o diagnóstico seja dado, os operadores precisam saber analisar sua própria concorrência e o seu público-alvo.

É muito difícil para uma rede elaborar campanhas de marketing distintas.

Por isso que é importante incentivar os franqueados e fazer com que eles entendam a participação do negócio nas suas regiões de atuação.

Com isso, o franqueador, acompanhado de sua equipe de marketing, vai conseguir fazer campanhas direcionadas.

Boas campanhas são essenciais para que sua empresa cresça!

7 – Acompanhe o bem-estar das unidades

Certo, você quer a expansão da sua empresa. Mas de nada adianta isso se você começar a enfrentar problemas com frequência.

É interessante reunir relatórios periódicos para acompanhar as vendas, a satisfação dos funcionários e dos clientes, bem como rever os padrões operacionais das lojas.

Isso vai fazer com que a qualidade do seu negócio seja mantida.

8 – Automatiza processos e otimize tempo

Gerir uma rede não é um trabalho fácil para um franqueador.

Além de contar com uma equipe para auxiliar e manter a equipe nos trilhos, é importante automatizar processos.

Melhorar os canais de comunicação com os fornecedores, bem como otimizar a utialização de produtos e máquinas nas lojas.

Essas medidas, com certeza, vão diminuir os trabalhos de todos na franquia.

Saiba também como utilizar o Inbound Marketing na expansão da sua franquia com esse post que fizemos.